You are currently browsing the category archive for the ‘dor’ category.

Causado pelo mesmo vírus da Varicela Zoster. Não deve ser confundido com vírus que causa o herpes simples, o qual causa lesões na boca e genitais. O herpes Zoster é outro tipo de doença causado pelo mesmo vírus da catapora que fica incubado no organismo.

O vírus fica incubado dentro do nervo e por algum motivo ainda desconhecido, seja deficiência imunológica ou estresse, ele “corre” pelo nervo causando a inflamação do mesmo e manifestando-se na pele através de lesões que se parece com a catapora.

Principais Sintomas : Formigamento e dor no local, onde vão aparecer as lesões. Em alguns casos surge uma pequena febre, no primeiro dia. Começa aparecer vermelhidão no local afetado e aí sim, eclodem as vesículas contendo o vírus. Passado um tempo, há a formação de crosta nas erupções e esse é o sinal que o vírus saiu da pele, mas não desapareceu do organismo. Ele volta para a raiz nervosa.

Segundo o Dr. Esper Kallás, as recidivas ocorrem em aproximadamente 4 % das pessoas que gozam de boa saúde.

Nas aplicações locais é indicado o Laser Infravermelho 70 mW é indicado para amenizar a sensibilidade dolorosa e auxiliar no reparo neural. Já o Laser Vermelho 40 mW é usado para irradiar os tecidos vizinhos à região traumatizada melhorando a circulação sanguínea e acelerando a cicatrização.

No tratamento sistêmico trabalha-se o Qi (energia), Xue (sangue), aumento da imunidade.

Um paciente nos procurou no segundo dia após o aparecimento dos primeiros sintomas, com uma dor muito forte, quase que insuportável.  O tratamento foi realizado com 5 sessões diárias locais e sistêmicas. Foram feitas mais três sessões intercaladas na semana seguinte, com cicatrização da ferida, totalizando oito sessões. O paciente não fez uso de nenhuma medicação para dor durante o tratamento.

Nas fotos mostramos a evolução do tratamento, onde houve uma melhora em relação à cicatrização das erupções da pele e uma grande diminuição da dor.

Chegada ao consultorio

Chegada ao consultório

Após 5ª aplicação

Após 5ª aplicação

Anúncios

A acupuntura tem sido, ao longo de muitos anos, um recurso terapêutico eficaz no tratamento da dor. Com o desenvolvimento de bases científicas e o amplo conhecimento sobre os mecanismos de analgesia por acupuntura, ela sai da designação de procedimento experimental e sua aplicação passa a fazer parte dos recursos terapêuticos utilizados na clínica diária dos profissionais da área de saúde.

Atualmente, em decorrência da difusão mundial alcançada, o termo acupuntura tornou-se mais abrangente em seus procedimentos e técnicas, que induzem a estimulação de pontos específicos da pele com a finalidade terapêutica de liberar substâncias neurotransmissoras, entre outras, com ação analgésica, antiinflamatória, relaxante muscular, ansiolítica, antidepressiva etc.

É nos pontos que compõem os traçados dos meridianos distribuídos pelo corpo, que se faz os estímulos durante o tratamento. Esses estímulos podem ser feitos utilizando materiais como agulha, moxa, estímulos elétricos, ventosas e mais recentemente, laser.

O uso do laser é mais uma opção durante o tratamento, que se pode oferecer ao paciente na clínica diária e observa-se que profissionais de todas as áreas estão integrando-se cada vez mais a essa nova ferramenta de trabalho apresentada, porém, é fundamental conhecer bem seus princípios básicos, principalmente porque seus efeitos e  mecanismo de ação são complexos e têm características inerentes. Para ser bem empregada e se chegar a um resultado satisfatório no tratamento, é imprescindível conhecer bem seus mecanismos de ação, assim como a patologia e o paciente, o que só se consegue com uma boa anamnese e um minucioso exame clínico.

O Objetivo da aplicação dos estímulos nos pontos de acupuntura é produzir neuromodulações, efeitos bioquímicos, bioelétricos e bioenergéticos que vão de encontro com a ação da MTC que busca a saúde, restabelecendo o equilíbrio entre Yin e Yang, Qi (energia) e Xue (sangue), e a desobstrução dos canais de energia, podendo desta forma, obter uma resposta terapêutica positiva.